» Blog » Atualidades

Você come por fome ou emoções?

Atualidades

Você já chegou em casa algum dia com um turbilhão de sentimentos sentindo-se estressado e exausto? Nesses momentos você tem a sensação de que tudo o que come não é suficiente? Se isso acontece com você leia esse texto até o final...

A sensação desconfortável de vontade de comer é uma das barreiras mais comuns para a perda de peso, impulsiona excessos e faz dieta falhar, mesmo naqueles que não são obesos, isso pode frequentemente acontecer.

O desejo de comer pode ocorrer na ausência de fome e muitas pessoas assumem que estão com fome quando a fome fisiológica não está presente, ou seja, não sabem diferenciá-las. Nesse caso podem confundi-la com alguma outra experiência como tristeza, ansiedade, dor ou angustia, dentre outros sentimentos. Precisamos saber distingui-las.

A fome corresponde a uma condição fisiológica diferente ao desejo de comer. Na fome o estômago ronca, sentimo-nos fracos, um pouco irritados, geralmente já se passou algum tempo desde a última refeição e podemos comer qualquer coisa para suprir o mal estar.

O desejo de comer é diferente, pois não existem sinais físicos de fome. Nesse caso temos desejos específicos, por exemplo, comer um doce ou um salgado. Geralmente não se passou tanto tempo após a última refeição e nos vemos “passeando” pela cozinha em busca de algo que nem sempre se sabe o que é.

Podemos resolver essa questão fazendo a seguinte pergunta: “O que você sente quando está com fome?” Se perceber que o uso da comida está relacionado à distração ou outros sentimentos que não a fome fisiológica, você deve buscar então outras distrações e outros afazeres.

Se mesmo assim ainda ficar dificil diferenciá-las faça o seguinte: fique sem comer por algumas horas, o máximo que conseguir. Anote a sensações físicas que irá experimentar e que certamente está associada à ingestão de alimentos. Observe seus sentimentos, seu estomago e a necessidade de comida... a partir desse treinamento condicione-se a comer somente quando vier essa sensação novamente.

Ao saber diferenciar a fome da vontade de comer é fundamental que você consiga parar de comer antes de se sentir cheio ou empazinado. Uma maneira eficaz de saber se você comeu uma quantidade satisfatória é observar quantas horas após a refeição você sentiu fome novamente. Imagine a seguinte situação: um almoço numa churrascaria a rodizio, momento em que normalmente ocorre exagero. Existem pessoas que não comerão mais nada no mesmo dia, isso quer dizer que houve um extremo exagero de quantidade de comida. O correto é sentir fome entre 3-4 horas após a última refeição.

Um fato importante é que todos nós nascemos com a capacidade de respeitar esses mecanismos, mas ao longo dos anos vamos perdendo nossas sensações íntressecas e muitas das vezes iremos ganhar peso por isso.

Observe o comportamento das crianças, na maioria das vezes elas sabem e respeitam esse mecanismo. Mas nós, os adultos, frequentemente a intimamos a “comer tudo do seu prato” na hora das refeições, sem levar em conta se ela realmente está sentindo fome. Isso tem implicações desastrosas para a saúde da criança, pois os hábitos aprendidos cedo tendem se a repetir e com o tempo a criança fica incapaz de reconhecer a fome.

A solução para alcançar o equilíbrio de energia e peso pode ser tão simples que passa despercebido na nossa rotina. Vamos colocá-la em prática!

 

Nutricionista Mariana Herzog
Graduada pela Universidade Federal de Viçosa-MG (UFV)
Esp. Nutrição Clínica Funcional, Universidade Cruzeiro Sul São Paulo/CVPE
MS. Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
Sócia-proprietária da Dietética Refeições
You tube: Fala Nutricionista
Contato: nutricionista@dietetica.com.br




ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
 © 2012, Dietética Refeições - Todos os direitos reservados. (27) 3235-2499.
App Facebook Instagram You Tube