» Blog » Atualidades

Nutrição na gestação e doença futura no bebê

Atualidades

Sabemos que a alimentação é determinante fator para o desenvolvimento de doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão, dislipidemia e câncer. Mas, estudos indicam que a origem dessas doenças pode ser o ambiente da vida intrauterina.

Por isso, a mulher deve se preparar para gestação antes mesmo de engravidar. O estado nutricional e a alimentação da mulher influenciam diretamente a saúde do feto que será gerado e também podem até prevenir as doenças que o indivíduo poderá ter no futuro.

Isso ocorre porque o inicio da gravidez representa um período crítico do desenvolvimento precoce do organismo. Qualquer stress exercido, como a má alimentação, exposição a substâncias tóxicas ou alterações hormonais, podem alterar permanentemente a sua anátomo-fisiologia e o seu metabolismo, sendo as conseqüências por vezes apenas observadas numa fase mais tardia da vida. A associação entre “metabolismo e nutrição perinatal e doença futura”, também chamada de PROGRAMAÇÃO METABÓLICA é estudada desde 1974, mas agora nos últimos 20 anos as pesquisas tiveram um avanço significativo.

Estudos epidemiológicos mostraram que cerca de 45% de crianças que pesavam menos que 2,5 kg ao nascimento, foram acometidas por diabetes e doenças cardiovasculares aos 64 anos. Ou seja, mulheres que não ganham peso suficiente na gestação programam metabolicamente o bebê para o desenvolvimento de doenças metabólicas na terceira idade.

Dados recentes indicam também, que crianças nascidas em áreas de baixo poder aquisitivo, onde o baixo peso ao nascer é prevalente, apresentam níveis elevados de colesterol e glicose associados a baixos teores circulantes de insulina e hipertensão.

Estas anormalidades não acontecem somente da vida adulta, mas podem estar presentes precocemente, aos 3 anos de idade.

Estas alterações metabólicas e cardiovasculares que levam às doenças crônicas como diabetes e hipertensão são iniciadas no útero. Eventos biológicos na mãe, como desnutrição ou a falta de calorias adequadas, transmitem sinais para o meio intra-uterino, afetando a programação do crescimento e das diferenciações celulares, por fim afetando o funcionamento de sistemas enzimáticos. Essas anomalias não são totalmente revertidas pela alimentação após o nascimento.

O excesso de peso do bebê na vida intrauterina está relacionado ao excesso de peso na fase adulta, bem como maior predisposição a alergias, asma e doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer. O excesso de peso ao nascer também está correlacionado ao aparecimento da Síndrome dos Ovários Policísticos, uma das principais causas de infertilidade entre as mulheres.

Além dos fatores nutricionais, a exposição a agrotóxicos, adoçantes, conservantes, corantes e outros aditivos, na vida intrauterina, é outro fator relacionado ao surgimento de doenças, principalmente câncer e problemas neurológicos.

Durante a gestação é preciso encontrar um equilíbrio. Alimentos que são fontes de açúcar, gorduras e excesso de sal, devem ser ingeridos moderadamente. Bebidas alcoólicas são proibidas. Fazer 6 pequenas refeições ao dia é fundamental para que a quantidade de caloria seja satisfatória. A variedade de frutas e verduras é essencial para que todas as vitaminas, minerais e fitoquimicos sejam fornecidos.

O consumo de calorias, vitaminas e minerais deve ser maior entre as mulheres grávidas. Para que o ganho de peso não ultrapasse a normalidade, o acréscimo de energia deve ser em torno 300 Kcal diárias (na média).

 

 

 

 

Procure sempre um nutricionista para fazer uma dieta necessária a sua individualidade.


Nutricionista Mariana Herzog Ramos
Graduada pela Universidade Federal de Viçosa-MG (UFV)
Docente de curso superior em Nutrição
Esp. Nutrição Clínica Funcional, Universidade Cruzeiro Sul São Paulo/CVPE
Ms. Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

 




ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
 © 2012, Dietética Refeições - Todos os direitos reservados. (27) 3235-2499.
App Facebook Instagram You Tube